Saiba como funciona o atendimento especial no ENEM

Nos últimos anos o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que realiza o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), vem oferecendo melhoras no atendimento ao estudante no dia da aplicação do Exame.

Os candidatos que precisam de atendimento diferente do comum devem informar a necessidade já no ato da inscrição, além de comprovar por meio de laudo médico, anexado ao sistema de inscrição. O atendimento é válido para quem tem ou não a isenção do ENEM e é dividido em especializado e específico e deve ser solicitado no momento da inscrição.

Atendimento especializado

A prova ampliada está disponível para candidatos com baixa visão ou visão monocular. As provas são impressas com fonte 24 e imagens ampliadas, além do uso de ledor ou transcritor, se houver necessidade.

Já a prova em braile é voltada para deficientes visuais, candidatos com baixa visão e/ou visão monocular, e são aplicadas em salas individuais. Além disso o candidato conta com um ledor das questões e um transcritor de respostas. 

O ledor é um serviço prestado individualmente, indicado para candidatos com deficiência visual, visão monocular, deficiência intelectual, autismo, déficit de atenção, dislexia ou discalculia. O ledor também pode atuar como transcritor de respostas. 

Os transcritores de respostas são disponibilizados para candidatos com impossibilidades de escrever ou preencher o cartão-resposta. Além desses, o serviço também é prestado para os candidatos citados anteriormente.

Já o serviço de fácil acesso é indicado para pessoas com algum tipo de deficiência física, motora e/ou percepção. Elas têm direito a um local de prova com acessibilidade, próximas aos banheiros.

O serviço do guia-intérprete é indicado para pessoas com surdocegueira. Profissionais com domínio de técnicas de guia, tradução e interpretação são disponibilizados para atuar como guia intérprete.

A leitura labial deve ser solicitada por pessoas com deficiência auditiva caso prefira. O atendimento é prestado por profissionais capacitados na área.

Os deficientes auditivos também podem solicitar o serviço da Língua Brasileira de Sinais (Libras), onde um tradutor-intérprete irá esclarecer dúvidas na leitura de palavras e expressões.

Já o mobiliário acessível é um recurso disponível para cadeirantes, grávidas, obesos, dentre outros.

Uma sala especial também pode ser solicitada para candidatos com doenças infectocontagiosas, porém O recurso não é disponibilizado no ato da inscrição, mas pode ser requerido no dia e no local do Exame.

Atendimento específico

O recurso de classe hospitalar é disponível apenas para pacientes internados para tratamentos de saúde no dia da prova. Nesse caso, é necessário o candidato apresentar a autorização hospitalar.

As lactantes que podem indicar um responsável legal para cuidar da criança durante a realização da prova. Neste caso, um local é reservado para a acomodação dos dois e para a amamentação do bebê.